Grings Advocacia

“Fui vencido pelas velhas estratégias da política que mancharam MT”, diz juiz

Da Redação

Ao agradecer pela participação na disputa da vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), o juiz Eduardo Calmon de Almeida Cézar lamentou a escolha da Assembleia Legislativa, por acreditar que foi  “vencido pelas velhas estratégias da política que tanto mancharam o nosso Estado”.


O deputado Guilherme Maluf foi o escolhido pelo Colégio de Líderes da AL, com 11 votos e aprovado pelo Plenário por 13 votos.


“Acreditei até a abertura do último voto que seria possível vencer e junto com o povo mato-grossense contribuir para a sociedade. Não deu. Fui vencido pelas velhas estratégias da política que tanto mancharam o nosso Estado. A Assembleia estabeleceu um rito normativo do processo de escolha que, não obstante, foi descumprido por ela mesma, nos instantes finais, quando o processo já havia encerrado”, lamentou o juiz que recebeu dois votos.


“Fui para disputa sabendo das minhas chances pois a sociedade mato-grossense clamava por mudança e o meu nome vinha ao encontro dos anseios desta sociedade sofrida. Durante a semana, recebi muitos apoios de populares, de conhecidos, de desconhecidos, de amigos, colegas, professores, alunos e de deputados que creditaram no meu nome a esperança do novo, do técnico, sem amarras políticas e vícios. Não deu, mais uma vez”.


Ao final, ele agradeceu “pela derrota porque é nela que a verdade é descortinada aos olhos de todos”.


VEJA AQUI A NOTA NA ÍNTEGRA


Grings Advocacia

Visite o website: www.gringsadvocacia.com.br